Não, eu não fui pra europa (ainda!). Mas a fofa da Cacá do querido A life less ordinary foi e fez um registro lindo em texto e fotos dos corações que encontrou por lá no novo hobby dela e da mãe dela! Mais fofa ainda, escreveu um post especial pro blog cheio de detalhes e história.
Acho que vocês vão curtir um tanto quanto eu curti!!

“No final do ano passado, eu e minha mãe iniciamos uma viagem pela Europa que só foi terminar em fevereiro. Passamos por Portugal, Espanha, Inglaterra, Alemanha, Áustria e França. Adoro essa sessão do blog da Carol e quando vi o primeiro coração da viagem em uma parede em Lisboa decidi que ia procurar corações pela Europa para mandar pra ela. No fim, acabou sendo bem divertido porque minha companheira de viagem também entrou na brincadeira e era uma emoçãozinha sempre que encontrávamos um coração.
Em Lisboa, encontrei um coração em uma parede na Rua do Carmo. Mesmo sendo um coração intencional, imediatamente pensei nesse blog e nessa sessão que acho o máximo! Em cima dessa rua fica a passarela que chega no elevador de Santa Justa, desenvolvido por um aprendiz do Gustave Eiffel, da torre de Paris. É um ponto turístico muito famoso de lá.

Essa série de stencils encontrei em algumas ruazinhas completamente fora do circuito turístico de Lisboa. Achei tão lindos, principalmente a caveira feita toda de corações.

De Lisboa, voamos para Madrid, onde encontrei bombons de coração no Mercado de San Miguel, que é na verdade é um mercado muito legal de “tapas” (são tipo petiscos, muito comum na Espanha). Achei um amor mas não sei se são gostosos porque não provei…

O palmier é palmier né, #todasconhece, mas enfim, comprei em um supermercado de Madrid porque acho uma delícia e descobri que lá se chama palmera de azucar.. Espanhol é amor!

Continuamos a viagem pela Espanha e fui parar em Barcelona, onde também vi corações no Parc Güell, de Gaudí, que é com certeza um dos lugares mais legais que já conheci. Encontrei esses no portão da casa onde o Gaudí morou, que fica dentro do parque. O parque foi construído para ser um imenso condomínio de casas, mas o empreendimento não funcionou. No entanto, Gaudí morou lá muitos anos. Os corações estão meio tortos, mas achei legal e artístico. A casa é um museu de objetos e obras do arquiteto. É bem bonito.

O Parc Güell é gigante e um de seus espaços é chamado de praça oval, onde tem um banco que circunda todo o espaço, que parece uma serpente. O banco é feito de um mosaico lindo e em algumas das peças tem umas flores que não sei bem o que são, mas o formato das pétalas parece muito com corações! Juro que tem corações ali, é só se esforçar para ver!! hehehe..

Depois de Barcelona voamos para Londres e lá vi corações em Notting Hill, na Portobello Road, onde fica o Portobello Market, que é uma feira de antiguidades enorme e muito legal (funciona só aos sábados):

Viram? Acho que tem coisas que só eu vejo, mas juro que essa grade tem formato de coração.
No último dia da nossa estadia em Londres vi um coração na frente do Big Ben (que ficou tímido e não apareceu na foto, mentira eu que não sei tirar fotos). Tá ali ó, à esquerda na placa onde está escrito Westminster Station.

Em Munique vi um único mísero coração em uma parede. Tá, a verdade é que tiramos foto dessa bicicleta aí porque achamos bonita, e só depois quando passamos para o computador que vimos o coração. Mas o que vale é a intenção!

De Munique viajamos para Viena, onde comprei uma caixa de petiscos cheia de corações:

Também em Viena, visitamos o Palácio de Schönbrunn, que foi onde Maria Antonieta nasceu e passou os primeiros anos de sua vida, antes de casar, virar rainha da França e morrer na guilhotina (ai que trágico!). O palácio e seus jardins são enormes e cheios de detalhes. Em uma parte do jardim tinha uma cópia de ruínas romanas e encontramos esse coração desenhado no peito de uma estátua:

De Viena, voamos para Paris, destino final da viagem. Lá encontrei corações nas grades de uma janela do Marais, famoso bairro gay/boêmio parisiense (quer combinação melhor? gays, boêmia e paris! como não amar?):

Corações na estrutura da Torre Eiffel:

(tá, forçei essa, mas na hora olhei e pensei: olha!! semi-corações!! Acho que exagerei… Heheheh)

E por último, encontrei essa creperia (nada pode ser mais francês) lotadinha de corações, também no Marais:

É isso, espero que vocês gostem das minhas andanças e dos corações que encontrei pelo caminho!”

Nesse exato momento Carol abre a janela e se joga do terceiro andar.
Hahaha brincadeiras e inveja a parte, só tenho a dizer MUITO OBRIGADA à Cacá!
Cacá, lindo os teus registros!! Adorei que você foi encontrando e fotografando tudo e com carinho foi pensando no blog. Muito obrigada! Fofura sem igual <3
Super beijo!